Como identificar se há um problema com contaminação por névoa de óleo

Confira como a Nederman pode te ajudar na solução deste problema

Todas as operações de usinagem de metal criam névoa de óleo e fumaça de óleo em algum nível. Tanto a névoa de óleo de emulsões quanto a fumaça de óleo de óleos integrais normalmente contêm alguns aditivos não divulgados que afetam os seres humanos. Portanto, remover a névoa de óleo é essencial para garantir a saúde, a segurança e a limpeza no local de trabalho.

A névoa de óleo é o aerossol definido como partículas líquidas em suspensão, principalmente com tamanho superior a 1 micrômetro, que frequentemente são formadas quando emulsões e/ou óleo integral são usados como resfriador/lubrificante durante a usinagem de materiais metálicos e cerâmicos. As emulsões normalmente contêm 90-95% de água, sendo os restantes solúveis. A névoa consiste de aerossóis principalmente vindos de emulsão óleo/água. Fluidos de metalurgia à base de óleo mineral, conhecidos como óleos integrais de corte ou óleos simples, criam ainda fumaça de óleo além da névoa, definida como partículas sólidas, com tamanho tipicamente inferior a 1 micrômetro. Tanto a névoa de óleo quanto a fumaça de óleos integrais normalmente contêm alguns aditivos não divulgados que se não forem tratados afetam a saúde humana.

Problemas envolvendo névoa de óleo

Sabemos que a exposição prolongada e repetida a produtos de óleo pode ser nociva à saúde, o que significa que uma boa ventilação deve ser garantida em todas as condições de trabalho. A névoa de óleo normalmente resulta em ambiente, equipamentos e produtos engordurados. Pisos oleosos costumam ser escorregadios, constituindo um risco à segurança.

Máquinas-ferramentas modernas são controladas por componentes eletrônicos sensíveis e a produtividade pode cair devido a paradas não planejadas causadas por placas de circuitos contaminadas. Equipamentos de produção revestidos por uma película fina de óleo não representam uma prática de trabalho aceitável e definitivamente não auxiliam a produção.

Névoas de óleo liberadas no ambiente sem controle não são uma boa solução para um mundo sustentável e não atendem normas ambientais nem da empresa nem da maioria dos países. Portanto, remover a névoa de óleo é essencial para garantir a segurança e a limpeza no local de trabalho, além de proteger o ambiente externo.

Como identificar se há um problema de névoa de óleo

Em muitos casos, a presença de névoa de óleo é bem evidente. Em casos graves, os resíduos de óleo ficam claramente visíveis no piso, paredes, luminárias e no maquinário. Também há um odor característico quando há presença de névoa de óleo. Muito frequentemente, a névoa em uma oficina é visível sob o teto e, especialmente, com a luz de fundo aumentando a visibilidade das partículas.

Para medir adequadamente a quantidade de névoa de óleo no ar, um instrumento como o TSI DustTrak™ pode ser usado. É uma prática comum da Nederman identificar e fazer inspeções e teste com o DustTrak™ nos locais para apoiar nossos clientes, mostrando o teor real de névoa de óleo em diferentes áreas da oficina.

A solução para o processo

As soluções rel="noopener noreferrer" de exaustão e filtragem de névoa de óleo da Nederman devem ser usadas em processos sempre que névoas de óleo forem geradas, desde máquinas tradicionais até os mais novos equipamentos CNC de alta velocidade. Oferecemos soluções de filtragem e extração altamente eficientes para numerosas operações, como retífica, torneamento, perfuração, fresagem, têmpera, mandrilagem, forja, etc.

A usinagem de alta velocidade é uma tendência crescente e o equipamento usado cria névoas de óleo ainda mais finas, com frequência cada vez maior, até um limite designado como fumaça de óleo. Graças aos nossos últimos desenvolvimentos na tecnologia de filtragem, problemas de contaminação podem ser tratados efetivamente, por exemplo, em centros de usinagem CNC.

Essas máquinas operam em velocidades de > 20.000 rpm ou mais e usam resfriadores de alta pressão > (145 a 220 psi/10 a 15 bar). Em situações como essas, rel="noopener noreferrer" os filtros de névoa rel="noopener noreferrer" de óleo Nederman FibreDrain™ OMF/OSF são a escolha definitiva para filtragem de névoa e fumaça de óleo.

Novas tecnologias de processo

Muitos usuários se esforçam em reduzir o consumo de óleo e água em seus processos, devido a custos e problemas ambientais e, portanto, trabalham com os últimos desenvolvimentos no campo da usinagem. O processo de usinagem que reduz a quantidade de lubrificantes ao mínimo usa ar comprimido para combinar com os lubrificantes resfriados. Este processo é definido como MQL - Minimum Quantity of Liquids.

Existem muitos diferentes métodos de filtragem para MQL no mercado, mas como este é um processo entre o úmido e seco, a unidade de filtro precisa ser efetiva para todos os tipos de processos intermediários. A Nederman define essas novas áreas de aplicação como processamento “úmido médio” rel="noopener noreferrer" (MW) e “semi rel="noopener noreferrer" seco” (SD). Na verdade, os Filtros da Linha FibreDrain™ da Nederman são a única opção no mercado, específica para essas aplicações.