A mudança está no ar e a tecnologia de ar limpo também

A mudança está no ar e a tecnologia de ar limpo também

À medida que o mundo passa de uma postura pandêmica para algo que se assemelha mais à “normalidade”, há muitos conhecimentos e hábitos que cada um de nós obteve pessoalmente e profissionalmente. É consensual que uma das lições aprendidas seja a necessidade de aumentar a preocupação da qualidade do ar nos espaços em que vivemos e trabalhamos.

A Organização Mundial da Saúde estima que 99% da população mundial respira ar que está aquém das recomendações mais recentes e pesquisas recentes colocam consistentemente o ar limpo como uma consideração importante sobre onde trabalhar ou voltar ao escritório. Com os humanos a passar cerca de 90% de seu tempo em ambientes fechados, os dados são claros de que precisamos repensar a nossa abordagem ao ar limpo. Independentemente disso, se os contaminantes transportados pelo ar forem partículas de poeira, produtos químicos ou patógenos, o efeito negativo para a saúde, produtividade, confiabilidade nas máquinas e o nosso meio ambiente são aparentes. A boa notícia é que os avanços nas tecnologias de ar limpo tornaram possível a obtenção de fábricas mais seguras, produtivas e sustentáveis. Vamos rever vários avanços em tecnologias de ar limpo que podem começar a mudar a maneira como consideramos ou enfatizamos os investimentos nessa área.

 

A tecnologia de ar limpo tornou-se mais inteligente com Filtros Online

Mesmo as soluções simples de filtragem industrial não são geralmente bem compreendidas pelos operadores e como resultado, tendem a ser negligenciadas ou mantidas abaixo do ideal. Essa falta de conhecimento e experiência é agravada devido à escassez de trabalhadores qualificados e à rotatividade regular de funcionários. Como outros dispositivos e máquinas modernas, os sistemas de filtragem também estão a ficar ligados à internet, através de dispositivos habilitados para IIoT equipados com sensores que rastreiam as principais métricas de desempenho e equipam os utilizadores com painéis e dados que podem ajudar a otimizar a operação.

Os sistemas de filtragem online monitoram o desempenho em tempo real e podem alertar para necessidades de manutenção ou até mesmo evitar falhas catastróficas dos principais componentes, minimizando tempo de inatividade dispendioso e perda de produtividade. Evitar tempo de inatividade significa que o ar limpo é fornecido de forma consistente, que permite que as empresas permaneçam focados nos seus negócios principais. Por isso, quando se consideram investimentos em equipamentos de filtragem, vale a pena avaliar a tecnologia inteligente que prepara as operações para um futuro online, realçando a importância de manter o equipamento de forma eficaz.

"Investir em sistemas com tecnologia de eficiência energética oferece economias de energia significativas de até 70% em relação a um sistema convencional controlado manualmente." - Travis Haynam, vice-presidente de Soluções Configuradas da Nederman

 

Tecnologia de filtragem otimizada

A tecnologia de meios filtrantes melhorou significativamente nos últimos 10 anos e há boas hipóteses de que esses avanços ofereçam uma oportunidade de atualizar e melhorar o desempenho do seu sistema. O desempenho do filtro abrange uma ampla gama de parâmetros, mas uma boa definição geral é o equilíbrio entre eficiência (capacidade de remover partículas da corrente de ar) e energia necessária (geralmente medida como queda de pressão) para mover o ar através deles. Historicamente, maior eficiência equivale a mais energia, levando muitos clientes a escolherem menor eficiência para reduzir o investimento inicial e o custo operacional. Ou após o investimento inicial, na hora de substituir os filtros, optam por uma alternativa de baixo desempenho e custo assumindo que todos os filtros são iguais. Ambas as abordagens sacrificam a qualidade do ar e provavelmente são mais caras a longo prazo.

Com os novos meios filtrantes não há necessidade de que os clientes façam esse sacrifício. Dois exemplos de meios filtrantes inovadores são as membranas de nanofibra e ePTFE (politetrafluoretileno expandido) capazes de reter altas percentagens de partículas finas e nocivas (menos de 1 μm de diâmetro) sem pagar uma parcela significativa de energia. Os filtros agora também são construídos de forma a criar mais área útil, diminuir a pressão e serem limpos de forma mais eficaz, durando mais tempo, minimizando o consumo de energia e reduzindo o desperdício. Todos esses fatores levam a menos tempo de manutenção, emissões mais baixas e ar mais limpo na fábrica. Portanto, da próxima vez que pense em comprar filtros, converse com um profissional sobre essas novas tecnologias e como as escolhas podem melhorar a segurança e economizar dinheiro.

 

Abordagem energeticamente eficiente com nova tecnologia de ar limpo

Não há como contornar o fato de que é preciso energia para limpar o ar, portanto, garantir que a abordagem e os equipamentos selecionados sejam os mais eficientes em termos de energia é extremamente importante para minimizar os custos operacionais e atingir as metas de sustentabilidade. A Agência Internacional de Energia (IEA) estima que 70% da energia consumida na indústria é de motores elétricos, típicos de ventiladores usados em sistemas de filtragem industrial, o que significa que a eficiência energética precisa ser uma consideração importante na filtragem de ar.

Investir em sistemas com tecnologias de eficiência energética, incluindo variadores de frequência (VFDs), meios filtrantes eficientes e sistemas inteligentes de controle de ventilação onde se extrai ar com base na necessidade real da máquina ou medições de qualidade do ar oferece economia de energia significativa de até 70% em relação a um sistema convencional, controlado manualmente. À medida que as empresas procuram compensar o aumento dos preços da energia e atingir as metas de sustentabilidade, a revisão dos sistemas de filtragem e ventilação deve ter prioridade.

 

A mudança está no ar – está ciente da nova tecnologia de ar limpo?

O ar que respiramos e os sistemas de filtragem dos quais dependemos não podem ser subestimados. Ao reconhecer a importância do ar limpo na saúde e segurança do trabalhador, produtividade e sustentabilidade, começamos a entender a importância dos nossos investimentos e da manutenção em sistemas industriais para os negócios. Os dados são claros de que é preciso dar mais atenção a essa área para proteger os trabalhadores e o meio ambiente dos efeitos nocivos da poluição do ar. A mudança está no ar e começa com o comprometimento de cada um na procura renovada de ar limpo nas fábricas e em considerar novas tecnologias que permitem um futuro mais limpo.

 

Este artigo foi publicado em Manufacturing Technology Insights: Change is in the Air (manufacturingtechnologyinsights.com